Nome Científico: Amanita muscaria (L.) Lam.

Nome Comum: Amanita-mata-moscas, Mata-bois, Frades-de-sapo

Classificação Científica:
Reino Fungi
Filo Basidiomycota
Classe Agaricomycetes
Ordem Agaricales
Família Amanitaceae
Género Amanita
Espécie A. muscaria

Sinonímias: Agaricus nobilis, A. muscarius, Amanita circinnata, A. muscaria ß minor, Amanitaria muscaria, Venenarius muscarius

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Chapéu: hemisférico (de 4 a 20 cm de diâmetro), em jovem, depois convexo e, por fim, aplanado ou côncavo, com margens estriadas (nos exemplares adultos); cutícula vermelha ou vermelha-alaranjada, viscosa e separável, ornamentada com numerosas escamas brancas dispostas em círculos concêntricos. Himénio: constituído por lâminas brancas ou amarelas-pálidas, livres, apertadas e desiguais; esporada branca. Carne branca, densa, amarela por debaixo da cutícula. Pé: branco, cilíndrico ( 6 a 20 cm de comprimento x 2 a 3 cm de diâmetro), bolboso, com a superfície flocosa, no início, tornando-se oco e liso com o passar do tempo. Anel: amplo, membranoso, persistente, branco, com bordo flocoso e, por vezes, amarelo. Volva: branca, friável, dissociada em verrugas flocosas, dispostas sobre o bolbo de forma mais ou menos regular.

Nota: trata-se de uma espécie TÓXICA.

Espécie ectomicorrízica, frequentemente associada a povoamentos de bétulas (Betula sp.) ou de coníferas (Pinophyta), tais como pinhais, em solos ácidos. Ocorre também em matos, sobreirais (Quercus suber), azinhais (Q. rotundifolia) e eucaliptais (Eucalyptus sp.). Pode formar anéis-de-fada. Frutifica desde o final do Verão até ao Outono.

Espécie originária do hemisfério norte. Em Portugal continental, ocorre, essencialmente, em bosques de coníferas, distribuindo-se um pouco por todo o país.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
Parque Natural do Vale do Guadiana
Parque Nacional da Peneda-Gerês
Parque Natural da Serra de São Mamede
Parque Natural de Montesinho



Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Projecto «Vem conhecer os Cogumelos, uma riqueza do Alentejo»
Departamento de Biologia da Universidade de Évora

MITRA nature | ICAAM - Universidade de Évora
Biodiversidade da Herdade da Mitra

Caracterização do sistema antioxidativo no estabelecimento da associação micorrízica Castanea sativa Mill. / Amanita muscaria.
Baptista et al. (2005)

In vitro interaction of Amanita muscaria and Phytophthora cinnamomi: possible biocontrol effect.
Rodrigues & Martins (2005)

Intoxicação aguda por cogumelos: protocolo terapêutico.
Brandão (2011)

Autor: Jorge Araújo