Nome Comum: Orquídea-vespa, orquídea-vespa-rosada

Nome Científico: Ophrys tenthredinifera Willd.

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Liliopsida
Ordem Asparagales
Família Orchidaceae
Género Ophrys
Espécie O. tenthredinifera

Sinonímias: Ophrys ficalhoana, O. grandiflora, O. neglecta, O. rosea, O. tenthredinifera subsp. ficalhoana

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Planta pouco comum. Caule: 15 a 25 (máx. 45) cm de altura. Folhas: 4 a 9, verde-amareladas, as basais ovado-lanceoladas. Inflorescência: espiga laxa a densa, de 3 a 8 (máx. 10) flores; sépalas rosadas ou violáceas, raramente esverdeadas ou esbranquiçadas, côncavas, de oval-arredondadas a elípticas, nervadas de verde; pétalas rosadas ou violáceas, raramente esverdeadas ou esbranquiçadas, pilosas, triangulares. Labelo sub-inteiro, obcordiforme, ligeiramente convexo, dotado de duas gibosidades, com densa pilosidade, amarelo-esverdeado ou acastanhada; margem amarelada e glabra; centro aveludado, castanho-avermelhado, com pequena mácula acastanhada, bordada a cinza, por vezes bilobada; apêndice apical amarelo-esverdeado, às vezes reduzido, glabro, globoso a triangular. Ginosténio curto e obtuso. A época de floração vai de Março a Maio.

Ocorre em prados de solos calcários, alcalinos ou ligeiramente ácidos, húmidos ou secos, em áreas com pouca vegetação ou arborizadas.

Distribui-se desde a região mediterrânica ao Médio Oriente. Em Portugal continental encontra-se, sobretudo, a sul do território.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
Parque Natural do Vale do Guadiana




Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

MITRA nature | ICAAM - Universidade de Évora
Biodiversidade da Herdade da Mitra

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: José Brites Monteiro Validado por: