Nome Comum: Orquídea

Nome Científico: Ophrys pintoi M. R. Lowe & D. Tyteca

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Liliopsida
Ordem Asparagales
Família Orchidaceae
Género Ophrys
Espécie O. pintoi

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Planta pouco comum. Caule: delgado, com (min. 8) 10 a 15 (máx. 20) cm de altura. Folhas: de 3 a 5, oval-lanceoladas, verde-amareladas, dispostas em roseta basal. Inflorescência: flores pequenas dispostas em espiga, de (min. 1) 2 a 4 (máx. 6); sépalas oval-lanceoladas, verde-amareladas, de bordos reflectidos; pétalas lineares, verde-amareladas, ou acastanhadas, por vezes com os bordos ondulados. Labelo sub-horizontal, trilobado, ligeiramente convexo, com 10 a 13,5 mm de comprimento e 8,5 a 11 mm de largura, com estreita margem glabra, castanho-amarelada ou simplesmente amarelada, de base branco-amarelada, sulcada; mácula cinza-claro; cavidade estigmática com densa pilosidade esbranquiçada; lobos laterais triangulares, dobrados para trás; lobo médio, ligeiramente convexo. A época de floração vai de Janeiro a Abril.

Ocorre de uma forma dispersa em espaços abertos ou com pouca vegetação, sobre solos alcalinos, secos a frescos, em plena luz ou meio ensombrados.

Ocorre no centro do território português, com populações existentes na Serra dos Candeeiros, Condeixa-a-Nova, Ansião e Rabaçal.

Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Two new Ophrys species from Portugal
Lowe & Tyteca (2012)

Autor: José Brites Monteiro Validado por: