Nome Comum: Orquídea

Nome Científico: Cephalanthera longifolia (L.) Fritsch

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Liliopsida
Ordem Asparagales
Família Orchidaceae
Género Cephalanthera
Espécie C. longifolia

Sinonímias: Cephalanthera acuminata, C. angustifolia, C. ensifolia, C. grandiflora, C. lonchophylla, C. longifolia f. angustifolia, C. longifolia f. latifolia, C. longifolia var. pilosa, C. maravignae, C. pallens, C. thomsonii, C. xiphophyllum, C. xiphophyllum var. latifolia, Epipactis ensifolia, E. grandiflora, E. grandifolia, E. pallens, E. pallida, E. xiphophylla, Limodorum acuminatum, L. grandiflorum, L. longifolium, Serapias ensifolia, S. grandiflora, S. helleborine var. longifolia, S. lonchophyllum, S. longifolia, S. nivea, S. pallida, S. xiphophyllum

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Planta pouco comum. Caule: com 20 a 45 (máx. 70) cm de altura. Folhas: 4 a 12, estreitas, linear-lanceoladas, as inferiores grandes e as superiores bracteiformes; brácteas foliáceas, as superiores muito curtas. Inflorescência: flores brancas, pouco abertas, dispostas em espiga de 5 a 20 (máx. 35); sépalas oval-lanceoladas; pétalas formando um capuz com a separa dorsal. Labelo com 7-10 mm de comprimento; hipoquilo branco, côncavo; epiquilo alongado, cordiforme, côncavo, branco, amarelo na parte superior, com 4 a 7 saliências longitudinais amarelo-alaranjadas. A época de floração vai de Fevereiro/Março a Junho.

Ocorre em espaços abertos, relvados, clareiras ou sub-bosques, sobre solos calcários, frescos, meio ensombrados, preferencialmente com espessa camada de manta morta, até aos 2000 m de altitude.

Distribui-se desde a Eurásia temperada à submediterrânia, do Atlântico aos Himalaias, estando presente na maior parte da Europa, inclusive Portugal continental.



Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: José Brites Monteiro Validado por: