Nome Científico: Misumena vatia (Clerck, 1757)

Nome Comum: Aranha-caranguejeira

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Arachnida
Ordem Araneae
Família Thomisidae
Género Misumena
Espécie M. vatia

Sinonímias: Araneus vatia

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

A sua fisionomia faz lembrar um caranguejo (corpo curto, largo e achatado). Os dois pares de patas dianteiros são os mais compridos e mantêm-se abertos. As fêmeas (6 a 10 mm) têm o dobro do tamanho dos machos e tons claros. O cefalotórax e as patas são brancas ou amarelas; o abdómen é mais escuro e pode apresentar bandas laterais vermelhas. Os machos são mais escuros e têm os dois pares de patas dianteiras e o cefalotórax castanho-avermelhado, apresentando uma mancha branca na zona dos olhos; as patas traseiras são amareladas. O abdómen é mais claro, podendo apresentar as barras vermelhas laterais, tal como as fêmeas. O mimetismo é uma das suas capacidades, sendo que a sua cor depende do fundo onde se encontram (e.g. em flores amarelas surgem com tons amarelados).


Aranha terrestre que pode ser encontrada na vegetação herbácea ou arbustiva de florestas, matos e pastagens ou nas cercas e vegetação de jardins, tendo preferência por plantas com flores brancas e amarelas.

Ocorre em todo o território nacional.



Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Autor: MVBIO