Nome Científico: Trithemis annulata (Palisot de Beauvois, 1807)

Nome Comum: Libélula-púrpura

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Insecta
Ordem Odonata
Família Libellulidae
Género Trithemis
Espécie T. annulata

Estatuto de Conservação: LC - Pouco Preocupante

No macho maduro, o tórax e o abdómen, ligeiramente achatado, são violetas (cor de vinho). Os últimos três segmentos abdominais (S8, S9 e S10) são riscados de preto na zona dorsal. Na cabeça, os olhos são vermelho-vivo (cor-de-sangue) e a fronte tem tons púrpura metálicos. As nervuras da costa são vermelhas nos dois pares de asas. Na base das asas posteriores apresenta uma mancha âmbar bem marcada (mancha basal). Apresenta pterostigmas escuros e alaranjados nos dois pares de asas. As patas são negras. Nas fêmeas, o tórax é acastanhado e o abdómen é amarelo-âmbar na zona dorsal, com marcas castanhas ao longo do mesmo. A zona ventral do abdómen é mais clara. Não possuem nervuras vermelhas nas asas mas mantêm a mancha basal âmbar bem marcada. As patas também são escuras. Na cabeça, os olhos têm cores mais esbatidas com tons avermelhados e azulados e manchas escuras.

Espécie oportunista que ocorre numa grande diversidade de habitats de água doce, como rios, ribeiros temporários ou permanentes, charcos temporários, lagoas, lagos, barragens, nascentes ou zonas húmidas com vegetação aquática, entre outros.

Ocorre em todo o território de Portugal continental, com preferência pelas zonas mais quentes.




Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Autor: MVBIO