Nome Científico: Neotinea conica (Willdenow) R. M. Bateman

Nome Comum: Orquídea

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Liliopsida
Ordem Asparagales
Família Orchidaceae
Género Neotinea
Espécie N. conica

Sinonímias: Orchis conica

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Trata-se de uma orquídea com um caule de 8 a 30 cm (45 cm, máx.). Folhas: ovado-lanceoladas, não maculadas; brácteas membranosas e esbranquiçadas. Inflorescência: em espiga ovóide densa; de 20 a 50 flores, pequenas, rosadas a esbranquiçadas, raramente brancas; capuz globoso, acuminado, branco a rosa pálido, com a base esverdeada, nervado de verde-purpúreo; sépalas lanceoladas; pétalas linear-lanceoladas. Labelo profundamente trilobado, finamente maculado de rosa vivo, raramente de púrpura; centro ligeiramente côncavo; lobos laterais oblongos a lineares, denticulados no topo; lobo médio mais largo do que os laterais, geralmente inteiro, com apículo, raramente denticulado. Esporão cilíndrico, claro, arqueado para baixo. Ginosténio curto. A época de floração vai de Fevereiro/Março a Maio.

Ocorre em locais ensolarados ou semi-ensombrados, sobre solos alcalinos ou um pouco ácidos, secos a frescos, preferindo espaços abertos ou com pouca vegetação.

Distribui-se pela região mediterrânica ocidental. Apesar de ocorrer em Portugal, trata-se de uma espécie pouco comum no território nacional.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural da Serra de São Mamede


Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Autor: José Brites Monteiro