Nome Comum: Neotínea-malhada

Nome Científico: Neotinea maculata (Desfonfaine) Stearn

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Liliopsida
Ordem Asparagales
Família Orchidaceae
Género Neotinea
Espécie N. maculata

Sinonímias: Neotinea intacta, Orchis intacta, Satyrium densiflorum

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Planta pouco comum. O caule tem de 15 a 30 (até 40) cm de altura. Folhas: 3 a 6, ovado-lanceoladas, geralmente maculadas de púrpura, as superiores bracteiformes; brácteas lanceoladas, mais curtas do que o ovário. Inflorescências: flores muito pequenas, pouco abertas, amarelo-esverdeadas, esbranquiçadas ou rosadas, por vezes purpurescentes, dispostas em espiga densa de 10 a 40; sépalas lanceoladas, com estrias purpúreas, formando capuz com as pétalas. Labelo trilobado, esbranquiçado, com manchas purpúreas; lobos laterais lineares; lobo médio denticulado, com ápice por vezes bífido; esporão cónico, minúsculo, com 1 a 2 mm. A época de floração vai de Março a Maio.

Ocorre em solos alcalinos e ácidos, de secos a frescos, em zonas com pouca vegetação ou arborizadas.

Espécie nativa da Ásia Menor, partes da Europa e Norte de África. Ocorre em Portugal continental e no arquipélago da Madeira.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Vale do Guadiana
Parque Natural de Montesinho

Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: José Brites Monteiro Validado por: