Nome Comum: Salepeira-grande

Nome Científico: Himantoglossum robertianum (Loisel.) P. Delforge

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Liliopsida
Ordem Asparagales
Família Orchidaceae
Género Himantoglossum
Espécie H. robertianum

Sinonímias: Aceras longibracteatum, Barlia longibracteata, B. robertiana, Himantoglossum longibracteatum, Loroglossum longibracteatum, Orchis foliosa, O. fragrans, O. longibracteata, O. robertiana

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Planta pouco comum. Caule: com 20 a 60 (máx. 90) cm de altura, por vezes violáceo na parte superior. Folhas: 5 a 10, carnudas, ovado a lanceoladas, largas, grandes e lustrosas, dispostas em roseta basal, as superiores bracteiformes. Inflorescência: flores dispostas em cacho, de 25 a 50 (máx. 70), rosado violáceo a esverdeadas; sépalas e pétalas dispostas em forma de capuz. Labelo trilobado, alongado, convexo, crenado; lobos laterais falciformes, mais curtos do que o médio, convergentes, com os bordos ondulados; lobo médio alongado, dividido em dois lobos secundários divergentes; esporão curto, cónico e descendente. A época de floração vai de Janeiro a Abril.

Ocorre em prados e clareiras de bosques de quercíneas (Quercus spp.), expostos à luz solar directa ou meia sombra, sobre solos alcalinos ligeiramente ácidos.

Distribui-se por toda a região mediterrânica. Em Portugal continental ocorre, sobretudo, no oeste do território.



Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: José Brites Monteiro Validado por: