Nome Comum: Selo-de-Salomão

Nome Científico: Polygonatum odoratum (Mill.) Druce

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Magnoliopsida
Ordem Asparagales
Família Asparagaceae
Género Polygonatum
Espécie P. odoratum

Sinonímias: Convallaria odorata, C. polygonatum, Polygonatum ambigum, P. odoratum var. ambiguum, P. officinale, P. officinale var. ambigum, P. vulgare

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Planta herbácea, perene, glabra, que cresce até 85 cm. Raiz: rizoma horizontal. Caule: simples, de secção circular. Folhas: simples, alternadas, dispostas em duas filas; elípticas, lanceoladas, com nervação curvinérvia; sésseis ou com pecíolos muito curtos. Inflorescências: aglomerados axilares com 1 a 3 (máx. 4) flores brancas, perfumadas, tubulares; perianto tubular, estreito na base e alargado na parte distal; bordo esverdeado e recortado de modo a delimitar lóbulos; pedúnculos de 3 a 13 mm; o androceu compreende 6 estames inclusos, glabros, filetes lineares, glabros, anteras amarelas; o gineceu é constituído por um ovário súpero, trilocular, do qual emerge um estilete ligeiramente mais longo do que as anteras. Fruto: baga, azul escura quando madura. Floresce de Março a Julho.

Ocorre em bosques, matagais e orlas florestais de montanha. Cresce em plena luz, ainda que suporte o ensombramento. Tem preferência por solos secos, básicos e pobres em azoto. Encontra-se entre os 400 e os 1800 m de altitude.

Encontra-se disperso por toda a Península Ibérica, sendo autóctone de Portugal continental.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural da Serra de São Mamede
Parque Nacional da Peneda-Gerês


Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: Jorge Araújo Validado por: