Nome Científico: Drosophyllum lusitanicum (L.) Link

Nome Comum: Orvalho-do-sol, erva-pinheira-orvalhada, pinheiro-baboso, erva-pinheirinha

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Magnoliopsida
Ordem Caryophyllales
Família Drosophyllaceae
Género Drosophyllum
Espécie D. lusitanicum

Sinonímias: Drosera lusitanica, Drosophyllum pedatum, Rorella lusitanica, Spergulus droseroides

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Trata-se de um planta carnívora, herbácea e perene, aromática. Caules: erectos, simples ou raramente ramificados, glandulosos, lenhosos, na base. Com a idade, a planta tende a revestir a forma de um pequeno arbusto, podendo atingir cerca de 45 cm de altura. Folhas: as basilares são lineares e sésseis, dispostas em roseta (lembram as agulhas de pinheiro); umas secas e outras ascendentes e circinadas, cobertas de dois tipos de glândulas: glândulas pedunculadas, avermelhadas, produtoras de secreção viscosa, e glândulas sésseis produtoras de enzimas; folhas caulinares sésseis e alternadas. Inflorescências: racemiformes ou corimbiformes, constituídas por flores amarelas com 5 pétalas, de cálice glanduloso com 5 lóbulos; pedicelos florais glandulosos; androceu com 10 estames; gineceu com 5 carpelos (5 estiletes e 5 estigmas capitatos). Fruto: cápsula unilocular. Floresce de Fevereiro a Maio.

Espécie calcífuga. Ocorre em lugares secos, pinhais, clareiras de matos (principalmente urzais), bosques perenifólios, sobre solos ligeiramente ácidos, até aos 1200 m de altitude

Ocorre exclusivamente em Portugal continental, no sudoeste de Espanha e no norte de Marrocos.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural da Serra de São Mamede





Sem ameaças a destacar.

Trata-se de uma planta com elevada relevância conservacionista, uma vez que é a única representante da família Drosophyllaceae.

> É necessário a recolha de informação detalhada acerca da sua área de distribuição actual, dimensões das populações e possíveis ameaças.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Estudos biotecnológicos em Drosophyllum lusitanicum L. com vista à sua conservação.
Gonçalves, S. (2007)

Autor: Jorge Araújo