Nome Científico: Clematis campaniflora Brot.

Nome Comum: Vide-branca

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Magnoliopsida
Ordem Ranunculales
Família Ranunculaceae
Género Clematis
Espécie C. campaniflora

Sinonímias: Clematis viticella subsp. campaniflora, C. viticella var. campaniflora, Viticella campaniflora

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Liana perene, caducifólia, sarmentosa, de até 4 m de altura. Ramos: lenhosos, estriados, muito delgados. Folhas: decussadas, bipenatissectas com segmentos lanceolados, penatipartidos, primeiras divisões pecioladas. Inflorescências: flores violáceas, agrupadas em numerosas panículas grandes, raramente solitárias; perianto campanulado, formado por 4 tépalas de 15 a 35 mm, onduladas, oblongo-apiculadas, pubescentes externamente, glabras no interior, e tomentosas nas margens; receptáculo pubescente bractéolas livres subcampanuladas, axilares ou terminais, decumbentes; androceu com numerosos estames com filetes ciliados menores do que as anteras; gineceu de pistilo súpero, com carpelos numerosos e livres. Frutos: aquénios terminados numa arista curta, ovados, escuros quando jovens tornando-se mais claros com a maturação. Floresce de Julho a Setembro.

Ocorre em orlas de bosques, matos ou matagais ensombrados, sobre solos ácidos, preferencialmente em vales e na proximidade de cursos de água.

Planta endémica do centro e oeste da Península Ibérica que ocorre de forma espontânea ao longo de todo o território continental português, à excepção do Algarve.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural da Serra de São Mamede
Parque Natural de Montesinho
Parque Nacional da Peneda-Gerês

Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: Jorge Araújo