Nome Científico: Erica umbellata Loefl. ex L.

Nome Comum: Queiró, queiroga, torga, carrasca

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Magnoliopsida
Ordem Ericales
Família Ericaceae
Género Erica
Espécie E. umbelata

Sinonímias: Erica umbellata subsp. major, E. umbellata var. subcampanulata

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Trata-se de um arbusto (até 50 cm de altura) perenifólio. Caules: tortuosos, ascendentes ou erectos, castanho-acinzentados; os jovens apresentam indumento de pelos curtos (glandulíferos ou não). Folhas: inseridas em verticilo de 3, erectas ou erecto-patentes, lineares ou linear-lanceoladas, tão revolutas que impedem a visão da página inferior, pubescentes quando jovens. Inflorescências: terminais, umbeliformes, com 3 a 6 flores, sem invólucro de brácteas basais; pedicelos do tamanho das flores ou maiores; corola rosada ou purpúrea (por vezes, albina), com (min. 2) 3,5 a 5,5 (máx. 7) mm, urceolada ou subcilíndrica, com lóbulos erectos ou patentes; cálice não chegando a metade da corola, com as sépalas oblongo laminares e bractéolas semelhantes às sépalas; androceu com anteras salientes (exertas), dorsifixas; gineceu com ovário glabro, estilete delgado e largamente exerto, estigma capitado-discoidal. Fruto: cápsula glabra. Floresce de Março a Agosto.

Ocorre em charnecas, matos baixos (e.g. urzais, tojais, sargaçais), pinhais, em terrenos descarnados ou arenosos, sempre sobre solos siliciosos, muito ácidos, pobres em azoto, secos, até aos 1500 m de altitude. Não tolera a sombra.


Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: Jorge Araújo