Nome Científico: Upupa epops Linnaeus, 1758

Nome Comum: Poupa

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Coraciiformes
Família Upupidae
Género Upupa
Espécie U. epops

Estatuto de Conservação: LC - Pouco Preocupante

Um dos seus traços mais característicos é a presença de uma crista (ou poupa) no cimo da cabeça, que pode surgir recolhida (como um espigão que lhe sai da nuca) ou aberta, em forma de leque. Tanto o macho como a fêmea apresentam uma plumagem entre o castanho-alaranjado e o ocre; o ventre é mais claro. As asas são largas e exibem um padrão barrado, preto e branco, tal como na cauda. A poupa eréctil tem as pontas negras, bem evidentes quando se encontra projectada. Outro dos seus traços mais característicos é o bico comprido, fino e encurvado para baixo.

Ocorre, preferencialmente, em zonas secas. Encontra-se frequentemente no solo, por isso, procura habitats com vegetação herbácea e arbustiva pouco densa, tal como montados, olivais, áreas agrícolas, pastagens ou pousios.

Trata-se de uma espécie comum que se distribui do norte ao sul de Portugal continental. No sul do território ocorre durante todo o ano, diminuindo a sua frequência durante o Inverno. No norte do país é mais frequente durante a Primavera e o Verão, avistando-se de forma ocasional no Inverno.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
Reserva Natural do Estuário do Sado
Parque Natural do Vale do Guadiana
Parque Natural da Serra de São Mamede
Parque Natural de Montesinho





Sem ameaças a destacar.

Espécie com estatuto de "vulnerável" no arquipélago da Madeira.
Aparentemente, o nível de protecção encontra-se adequado ao seu estado de conservação. Contudo, a confirmação deste facto é importante, sugerindo-se:
> Estudos no terreno
> Criação de um esquema de monitorização das populações

Ligações Externas

Livro Vermelho dos Vertebrados de Portugal (2005)
Disponível no portal do ICNF

Previsão da distribuição da espécie no futuro
Iberia Change | Biodiversidade e Alterações Climáticas na Península Ibérica: Mapa da espécie

Portal "Aves de Portugal"
Onde observar:

Autor: MVBIO