Nome Científico: Adenocarpus argyrophyllus (Rivas Goday) Caball.

Nome Comum: Codeço-alto, codesso-alto

Classificação Científica:
Reino Plantae
Divisão Magnoliophyta (Angiospermae)
Classe Magnoliopsida
Ordem Fabales
Família Fabaceae
Género Adenocarpus
Espécie A. argyrophyllus

Sinonímias: Adenocarpus hispanicus subsp. argyrophyllus, A. hispanicus var. argyrophyllus

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Trata-se de um arbusto perenifólio, de até 4 m de altura, verde-prateado. Ramos: os mais velhos são esbranquiçados; os novos são vilosos e densamente revestidos de folhas. Folhas: trifoliadas, geralmente fasciculadas, com estípulas lineares, seríceas, agudas, até 7,5 mm, pecíolo viloso até 15 mm, folíolos até 30 mm de comprimento, coriáceos, com margens geralmente planas, densamente seríceos em ambas as páginas, gerando aparência prateada ou dourada. Inflorescências: flores amarelas agrupadas em espigas com mais de 7 flores, de bráctea linear e caducas, corola amarela, papilionácea, com estandarte de 12 a 25 mm de comprimento, seríceo na face dorsal, cálice campanulado, bilabiado (o lábio superior 2-fendido, mais curto que o inferior e este, 3-fendido), com 6 a 13 mm, pubescente, por vezes com glândulas estipitadas; androceu com 10 estames monadelfos, com filetes alternadamente curtos, com anteras basifixas, e longos, com anteras dorsifixas; gineceu com ovário sentado, glabro, com numerosas glândulas, estilete cilíndrico, arqueado e estigma capitado, extrorso. Fruto: vagem glabra ou vilosa, com abundantes glândulas estipitadas, com cerca de 60 mm de comprimento; sementes (2 a 8) verde-escuras. Floresce de Maio a Junho.

Espécie rupícola que ocorre em fendas de cristas quartzíticas e afloramentos graníticos.

Espécie endémica da Península Ibérica. Em Portugal continental ocorre na Beira Alta, nomeadamente na Serra da Estrela.

Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Ver descrição detalhada na Flora iberica (1986-2012)

Flora-On: Flora de Portugal Interactiva (2014) | Sociedade Portuguesa de Botânica.

Autor: Jorge Araújo