Nome Científico: Acrocephalus schoenobaenus (Linnaeus, 1758)

Nome Comum: Felosa-dos-juncos

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Aves
Ordem Passeriformes
Família Sylviidae
Género Acrocephalus
Espécie A. schoenobaenus

Sinonímias: Acrocephalus phragmitis

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Ave pequena (11,5 a 13 cm de comprimento), essencialmente insectívora, bege e castanha, de cabeça pontiaguda. Possui uma listra supraciliar distinta e muito longa, quase branca ou bege-clara, que contrasta com a coroa e as faces, as quais são escuras e riscadas. Sem dimorfismo sexual aparente: a plumagem de ambos os géneros é idêntica, embora possam ser distinguidos, quando capturados, pela presença de uma protuberância cloacal. O dorso é castanho-azeitona, ligeiramente riscado de escuro (listras difusas), e o uropígeo, castanho-amarelado, sem riscas. O peito e o abdómen são cremosos e as pernas são castanho-acinzentadas. A cauda é curta, arredondada e castanho-escura. Os juvenis têm manchas castanho-escuras no peito e na garganta, uma listra supraciliar amarelada, e asas mais vistosas do que os adultos. Tem vocalizações variadas e complexas, sendo capazes de incluir partes aleatórias. Nidifica entre Maio e Junho, tendo um postura de 3 a 7 ovos, chocados, principalmente, pelas fêmeas.

Em Portugal ocorre apenas durante as passagens migratórias. Ocorre, preferencialmente, em caniçais ou canaviais, sempre perto de água. Reproduz-se em áreas pantanosas junto à base de vegetação aquática densa (e.g. canais de rega, etc.). Nidifica no chão.

Espécie nativa da Eurásia e da África. Em Portugal continental é migradora de passagem, sendo pouco comum no território nacional. Ainda assim, é mais frequente na passagem outonal (entre Julho e Outubro), podendo também ocorrer durante a passagem primaveril (entre Fevereiro e Abril). Inverna na África subsariana.

Onde se pode encontrar:

Reserva Natural do Estuário do Sado





Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Portal "Aves de Portugal"
Onde observar:

Autor: Jorge Araújo